Novidades

Com automatização de linhas de montagem, Metalúrgica De Toni elimina erros de processo e aumenta produção.

22.06.2018
Depoimentos

Com uma história de mais de 40 anos, a Metalúrgica De Toni aposta na inovação aliada à melhoria contínua, como forma de manter a empresa uma referência no setor.

 

 

A empresa

Com sede em Bento Gonçalves/RS, a Metalúrgica De Toni foi fundada no ano de 1976. Ao longo destes mais de 40 anos, a empresa se especializou na linha de componentes para esquadrias de ferro e madeira, fabricando mais de 700 itens. No ano de 2000, diversificou as atividades, incluindo a divisão de fixação. Em 2008, a Metalúrgica De Toni ampliou suas instalações para uma área construída com mais de 3.000 m². 

Hoje, a empresa conta com boa parte dos processos automatizados,  uma equipe de 65 funcionários e já prevê sua segunda expansão, onde passará a ocupar uma área de 7.000m².

 

A necessidade de automação

Com inúmeras atividades repetitivas e ligadas à montagem de peças, o processo fabril da De Toni tornava-se lento e com produtividade abaixo dos níveis desejados. Segundo Marciano Colussi, gerente industrial da empresa, a maioria das atividades ligadas à produção eram executadas com grande intervenção humana do início ao fim do processo, apresentando altos níveis de fadiga, atrasos de entrega e elevada margem de erro. 
 
A fim de tornar a empresa mais competitiva e com melhores condições de trabalho e segurança para os operadores, a De Toni enxergou na automação a oportunidade de promover melhorias. Marciano destaca que essa tomada de decisão veio acompanhada de uma avaliação dos feedbacks de clientes, já que a empresa sempre esteve atenta ao seu público.

 

A busca por fornecedor e a parceria com o Grupo Aumaq RS

Deonir De Toni, diretor da empresa, pontua que automatizar processos é algo complexo e que é preciso encontrar fornecedores que estejam dispostos a desenvolver soluções de acordo com as necessidades específicas de cada projeto, otimizando recursos e visando o melhor custo x benefício. Segundo De Toni, a escolha pelo Grupo Aumaq RS se deu principalmente pela disponibilidade da Aumaq em desenvolver os projetos de acordo com os gargalos apresentados, o bom atendimento e acompanhamento do diretor do grupo, Cleber Cemin, e a assistência técnica ágil e prestativa, destinada desde a instalação do primeiro equipamento adquirido.
 
 

Contadora e embaladora MAQEMB 004, da Lufati. O equipamento conta e embala 35.000 itens diariamente.

 

Atualmente, a De Toni conta com 07 equipamentos do Grupo Aumaq RS, sendo 02 máquinas especiais para montagem de componentes da Aumaq, 01 célula com rebitadeira orbital da AUTEC, 01  célula com unidade hidráulica para montar trancas, 02 embaladoras Maqemb 004, da Lufati e 01 dispositivo de contagem, da Lufati. 

 

Dispositivo de contagem da Lufati. O sistema faz a contagem automática de parafusos. A produtividade é de 600 kits por hora.

 

Processos Automatizados

“Metade do Esforço, dobro do resultado”, é com essa citação que Marciano ilustra a nova era da De Toni, onde grande parte dos processos fabris foram automatizados. Segundo ele, a automatização conferiu mais velocidade, qualidade e confiabilidade à produção. Além disso,  um dos grandes ganhos da empresa foi zerar a margem de erro, que antes representava um grande problema, e à época, de difícil solução.
 
 

Máquina de montagem automática de dobradiças. O equipamento opera de forma autônoma e conferiu um aumento significativo de produtividade.

 

As máquinas automáticas que fazem a montagem de componentes, como as dobradiças por exemplo, conferiram à empresa 100% de aumento de produção. Tarefas que antes eram executadas por vários operadores, hoje demandam apenas dois colaboradores que alimentam o sistema e já retiram a embalagem com o kit pronto, que é confeccionado pela embaladora Maqemb 004, que está acoplada ao sistema automático de montagem dos componentes.

 

Projeto especial desenvolvido pela Aumaq para montagem de componentes, acoplado à embaladora e contadora MAQEMB 004.

 

Outro ganho foi na questão humana. Hoje, os colaboradores demonstram mais satisfação, estão operando equipamentos que conferem segurança aos processos e as atividades diárias são bem menos cansativas do que quando eram feitas manualmente.

 

Máquina de montagem automática de travas e rebitadeira orbital da Autec. Os equipamentos demandam somente um operador para alimentação do sistema.

 

Cenário

Uma das diretrizes da empresa é a busca constante pela inovação e pela melhoria contínua. Segundo Deonir e Marciano, embora a empresa já tenha mais de 4 décadas, o empreendedorismo é algo que está no DNA da organização, promovendo a constante busca por modelos inovadores de trabalho.
 
 
 

Dorvalino De Toni (sócio-diretor), Deonir De Toni (diretor) e Marciano Colussi (gerente industrial) da Metalúrgica De Toni.

 

Embora o cenário econômico não tenha sido bom nos últimos tempos no Brasil, a empresa, que também exporta para países da América Latina e possui uma unidade em São Paulo, mantem-se em equilíbrio e já planeja ampliar suas instalações, migrando para uma planta de 7.000m².

 
 
Conheça as soluções em automação industrial do Grupo Aumaq RS. Da alimentação dos sistemas à embalagem, desenvolvemos e fabricamos projetos personalizados e alinhados às necessidades fabris de cada cliente. Acesse: www.aumaqrs.com.br ou ligue: 54-3419-9069.
 
Clique aqui e leia o case de automatização da Indústria Metalúrgica Dalgian, que aumentou em 300% sua produção.
 
Produção: Departamento de Marketing Grupo AUMAQ RS
Texto: Patrícia Zucco
Fotos: Fernanda Capelini
 

 

Voltar